Páginas

Translate

ÁGUA SERRA NEGRA, QUALIDADE COM GARANTIA.

ÁGUA SERRA NEGRA, QUALIDADE COM GARANTIA.
ENTREGA EM DOMICÍLIO, EM POUCOS MINUTOS. APROVEITE AS PROMOÇÕES.

Seguidores

ESPAÇO PARA ANUNCIANTE

ESPAÇO PARA ANUNCIANTE
FAÇA O MARKETING DA SUA EMPRESA, AQUI.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

A FORMAÇÃO DOS ESTADOS NACIONAIS

Proposta de aula de História – O Absolutismo Europeu: Monarquia e Formação do Estado Nacional.
Professor: Alberto – Disciplina: História
Público Alvo: 2º Ano do Ensino Médio
Duração: Aproximadamente 2 aulas.
Palavras - chave: Estado Nacional Moderno, Monarquia, Absolutismo, Estado, Centralização Política.
 O Absolutismo Europeu: Monarquia e Formação do Estado Nacional.
Professorº Leonardo CastroDurante a Baixa Idade Média (séc. X-XV), com as alterações socioeconômicas, decorrentes do renascimento do comércio, da urbanização e do surgimento da burguesia, impulsionou a formação do Estado Nacional.
Durante a Idade Moderna, a Monarquia absoluta ou absolutista, era muito comum, segundo a definição clássica, é a forma de governo onde o Monarca ou Rei exerce o poder absoluto, isto é, independente e superior ao de outros órgãos do Estado. Tem como principal característica o seu detentor estar acima de todos os outros poderes ou de concentrar em si os três poderes do constitucionalismo moderno - legislativo executivo e judicial.
O Estado característico da época moderna é o absolutista, porque o poder estava concentrado nas mãos do rei e de seus ministros, que monopolizavam a vida política. O Estado absolutista dependia dos impostos e recursos gerados pelas atividades comerciais e manufatureiras, sendo o desenvolvimento das atividades mercantis fatores importantes, incentivando a expansão do mercado e a exploração das colônias.
A sociedade do período moderno é chamada de sociedade de ordens (clero, nobreza e povo), dividida em uma classe de proprietários de terras (clero e nobreza) e uma classe de trabalhadores (servos, assalariados) e uma classe burguesa (mercantil e manufatureira).
O Absolutismo foi o regime da centralização: os soberanos passaram a concentrar todos os poderes, ficando os cidadãos excluídos de qualquer participação e controle na vida pública.
O rei, além de deter o poder executivo, o governo político propriamente dito, detinha o poder de fazer as leis e a justiça. O poder emanava do rei e era por ele exercido. Não havia justiça nem política autônomas.
A base social do Absolutismo era o privilégio: honras, riquezas e poderes eram reservados a um pequeno grupo de pessoas, clero e nobres. Eram: privilégios sociais (acesso exclusivo a cargos, oficialato no exército, colégios, distinção nas vestes); privilégios jurídicos (direito de passar testamento, tribunais e penas especiais); privilégios econômicos (isenções de impostos que recaíam sobre os pobres).
Surge na época do absolutismo o processo de formação das nações europeias, sobretudo, a francesa e a inglesa. A ideia de Nação estava vinculada à necessidade de apoiar a soberania do monarca, vital para a construção de um Estado forte que deixaria de ser um agregado de feudos para se tornar uma “Nação”, isto é, um Estado em que todos se identificavam e que era governado por um único soberano, o rei absolutista.
Sugestão de pesquisa: Fonte: http://novahistorianet.blogspot.com.br/2009/01/o-absolutismo-europeu-monarquia-e.html.
Atividades para reflexão:
1) Durante a Baixa Idade Média, a Europa passou por mudanças socioeconômicas. Descreva essas transformações e a sua contribuição para a formação dos Estados Nacionais.
2) Descreva as principais características de uma Monarquia Absolutista.
3) Descreva a classes sociais durante o período denominado moderno.
4) Quais as implicações do absolutismo para a população?
5) Podemos afirmar que no período absolutista existia a justiça? Justifique.
6) Existe a possibilidade de comparação entre os monarcas absolutistas e alguns governos na contemporaneidade? Justifique.
7) Na atualidade existe centralização política por parte do poder executivo? Quais?
8) A formação de um Estado Nacional (país), tem seus aspectos positivos e negativos. Identifique e escreva os aspectos positivos e negativos dos Estados Nacionais.
9) Qual a relação entre o comércio e a formação dos Estados Nacionais?
10) Em uma República, que é o caso brasileiro todos governam, pois todos votam em seus representantes, dentro da lei, é claro. Em uma monarquia absoluta somente um governa, o rei é hereditário. Em sua opinião qual a melhor forma de governo a República ou a Monarquia? Justifique.


 

Nenhum comentário: